POR QUE 85% DOS PROJETOS DO MUNDO SEMPRE ATRASAM?


POR QUE 85% DOS PROJETOS DO MUNDO SEMPRE ATRASAM?


*Mauro Condé – em seu texto que será publicado

nos jornais brasileiros de 12-12-2017


Para ilustrar este post, escolhi uma imagem que eu vi no MAC-Museu de Arte Contemporânea –  de SP – exposição A Era Dos Artistas.

Essa imagem me faz lembrar um profissional envolvido em vários projetos ao longo de sua carreira, sempre recebendo mais demandas do que a sua própria capacidade de produção.

Atrás de cada demanda acumulam-se pedidos, pressões, urgências, falta de planejamento de acordo com a capacidade dos recursos disponíveis e mudanças constantes de prioridades que  sempre culminam com o frequente atraso nas entregas dos mesmos, gerando estouro de prazos, de orçamentos e de conflitos.

Para mim, o gestor de projetos nos dias de hoje é um grande artista, é um grande equilibrista tentando equilibrar as diferentes demandas de várias fontes diferentes, sempre urgentes e conflitantes.


Uma pesquisa recente provou que 85% dos projetos desenvolvidos no mundo inteiro são concluídos com bastante atraso.

A grande maioria desses projetos é desenvolvida sem a preocupação da capacidade limitada diária dos recursos que neles são envolvidos (geralmente os mesmos recursos para vários projetos diferentes).

Estudos científicos provam que os maiores vilões que provocam esse percentual de atraso inaceitável são : o comportamento e o ambiente MULTITAREFA.

Planejar e trabalhar a execução de projetos de maneira Multitarefa é planejar para o fracasso certo.

Peritos em Neurociência do MIT demonstraram que nosso cérebro se perde quando desafiado a trabalhar em várias atividades ao mesmo tempo.

Da próxima vez que tiver que executar novos projetos, evite a armadilha mortal do comportamento Multitarefa.

Defina uma prioridade rígida e inalterável para programar qual projeto deve ser trabalhado antes dos outros e concentre-se única e exclusivamente nele, de forma monotarefa até a sua conclusão.

Subordine-o à capacidade dos recursos da empresa de realizar o trabalho.

Um exemplo real baseado em minha experiência pessoal:

Duas equipes concorrentes foram desafiadas a trabalhar em cinco projetos durante o período de um ano, com a duração total prevista de quatro meses para cada um dos cinco projetos.

A equipe A escolheu trabalhar nos cinco projetos ao mesmo tempo, de maneira multitarefa optando por executá-los pela metade (dois meses até mudar de prioridade) de forma intercalada e sucessiva até o término de máximo de projetos possível no prazo determinado de um ano.

Ela fechou os doze meses do desafio concluindo apenas um dos cinco projetos que abriu, deixando todos os outros quatro pela metade cada um.

A equipe concorrente B optou por trabalhar nesses cinco projetos de maneira diferente, definindo uma prioridade rígida e inalterável e neles trabalhou de forma monotarefa, sequencial e ininterrupta (do início até o fim de cada um deles de acordo com a prioridade definida antes do início).

A performance dessa equipe B foi inacreditável – ele conseguiu concluir a execução total de quatro dos cinco projetos ao final do mesmo período de doze meses em que a equipe A conseguiu terminar apenas um.


Encerro com uma frase para você pensar e adotar para o resto de sua vida :

Estratégia Em Gestão De Projetos É

A Arte De Escolher O Que Não Fazer !


*Condé é palestrante, consultor e fundador do blog do maluco


Para encerrar este post, escolhi como trilha sonora uma música para inspirar ainda mais o seu dia de trabalho, onde provavelmente você deve estar se preparando para correr atrás de algum projeto para ser concluído.

Que você use as dicas acima e tenha ainda mais sucesso!

Ouça a música e veja o excelente vídeo :


Come Together com Gary Clark Jr:


Sobre Mauro Condé [ MaLuCo:) ] 2743 Articles
Nascido em Belo Horizonte, Mauro Lúcio Condé carrega uma bagagem profissional de muito prestígio. De simples operário, Condé chegou à diretoria da General Eletric e também passou por grandes empresas como EDS e GEVISA, mas consagrou de vez sua carreira no Citibank, do qual foi Diretor Executivo de Qualidade e depois como executivo do Banco Itaú e Telefônica. As mais de quatro décadas de experiências levaram Mauro Condé a abrir sua própria empresa de consultoria e ministrar palestras no Brasil e no mundo.
Contato: Twitter

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.


*