DICA DE FILME DE HOJE – UM FILME QUE CONTA A HISTÓRIA DE CRIMES CONTRA A HUMANIDADE, DOS ALTOS E BAIXOS DA LUTA ENTRE O BEM CONTRA O MAL E DOS CONFLITOS INTERNOS DE UM GRANDE LÍDER DA HISTÓRIA, CAUSADOS PELO MEDO DA MORTE, MEDO DE FAZER ESCOLHAS NA VIDA, MEDO DO ISOLAMENTO E DA SOLIDÃO E PRINCIPALMENTE PELO MEDO DE NÃO SABER O REAL SENTIDO E SIGNIFICADO DA VIDA (DA SUA E DOS OUTROS)


Fanático é aquele que não consegue mudar de opinião e não aceita mudar de assunto.”


A Frase Inspiradora do dia de W.Churchill


Minha de dica de cultura de hoje vai para um filme feito sob medida para aqueles que amam a História e amam a arte da interpretação.

O filme que indico hoje é:

CHURCHILL

Bem feito, produzido e executado – esse filme une com maestria a biografia de um grande líder mundial com um drama denso e fatos curiosos sobre a Segunda Guerra Mundial.


A sacada genial desse filme, estilo documentário biográfico narrado em forma de história, é mostrar um líder considerado um gigante por fora, mas aterrorizado por dentro pelos seus sentimentos de medo da morte, de dificuldade de lidar com escolhas difíceis na vida, de um certo isolamento social provocado pela discordância com a maioria e por um questionamento sobre o sentido e o significado da vida, principalmente de sua própria vida, à medida que ele percebe que ela se aproxima do fim.


A história se passa no ano de 1944, no mês de junho, dias antes do dia 06, o dia que entraria para a história como o famoso Dia D.


Interpretado pelo excelente ator Brian Cox, Churchill aparece na tela carregando seu enorme corpo, pesado e curvado pelas imensas responsabilidades que ele carregava nas costas desde a primeira derrota como líder de um exército de homens, muitos deles mortos em combate, no ano de 1915 até aqueles dias terríveis e decisivos de 1944.


Exatamente no dia 6 de junho de 1944 – O DIA D, o plano militar (também conhecido como Operação Overlord) arquitetado pelas forças aliadas foi colocado em prática com o desembarque das tropas aliadas no local determinado para derrotar os soldados nazistas – a Normandia.


O dia 6 ficou para sempre marcado na História do mundo como o dia mais decisivo e mais marcante da Segunda Guerra, no qual foi determinada a vitória dos aliados sobre o Eixo.


Leia um resumo do filme, pelas lentes do seu trailer oficial :

Um dia, Churchill aparece na praia,  com sua figura marcante e caracterizada pelo seu jeito pesado de andar, ombros curvados pela carga de responsabilidade que a vida lhe reservara.

De gravata borboleta, vestido com seu sobretudo, seu chapéu e com o charuto amigo das horas de reflexão, Churchill olha fixo para as águas do mar e comenta com a sua esposa que o segue durante a caminhada :


-As praias sempre trazem de volta lembranças de um passado forte – não posso permitir que ele se repita.


Em casa, sua esposa se assusta com a figura do marido, de roupão e de pantufas esticado no chão como se algo ruim tivesse acontecido.

Ela entra gritando e só sossega quando um auxiliar sacode os pés de seu companheiro e ele se levanta como se estivesse voltando de um sono profundo.

Mostrando um folha que está sobre seu peito e uma caneta que carrega na sua mão direita ele explica – eu estava trabalhando.


Em casa, Churchill e sua esposa são apresentados a uma nova secretária que se curva na presença do líder que imediatamente pede para ela se levantar.


Seu carro atravessa uma estrada próxima a praia e logo em seguida ele aparece caminhando na direção do líder americano General Eisenhower .

Apontando para o mapa, eles concordam que aquela poderá ser a maior campanha já organizada pelos aliados.

Atormentado pelos fantasmas do passado, onde era o líder de um exército de homens numa batalha onde eles foram derrotados e muitos homens foram mortos em combate, Churchill tenta usar sua influência para evitar que o plano não vá para frente, com medo do erro se repetir.

A chance de um novo desastre, agora de proporções maiores, é muito grande argumenta Churchill contra tudo e contra todos.


Debatendo com os demais líderes e principalmente debatendo consigo mesmo e suas memórias, Churchill tenta barrar a iniciativa do Dia D, grita para a esposa que não pode liderar tal movimento, ao que ela responde que ele não tem escolha.


Pressionado por todos os lados, ele rebate reclamando que sente como se a sua experiência e seus anos de guerra não servissem para nada.


Ele grita com os outros comandantes aliados que a invasão à França dominada pelos nazistas deverá ser interrompida.

Os generais devolvem dizendo que quem deve ser interrompido é ele.


Ele conta para a esposa sobre a discussão com os outros líderes e reage intempestivamente arremessando os objetos (que estavam em cima da mesa do café) ao  chão.


Sua mulher acha que ele quer no fundo é ser mimado e ele reclama dizendo que quer mesmo é ser respeitado.


Encarando seriamente o marido e falando como se fosse a voz da consciência dele ele grita de volta = então não reclame quando alguém lhe disser a verdade.

No momento mais crítico e tenso do dia D, quando os generais se preparam para dar o comando de invasão, Churchill tenta, em vão, argumentar que aquilo seria um erro que faria o corpo de vários soldados apodrecerem no dia seguinte.


Churchill se sente pressionado em casa por duas mulheres, sua esposa que o pressiona a agir e sua secretária que se sente insegura ao ouvir os comentários medrosos e inseguros do líder que deveria estar à frente do combate.


Churchill, ainda em conflito consigo mesmo, então se rende e pede ajuda da mulher que o aconselha a agir como verdadeiro herói para que fazer com que as pessoas também possam acreditar nisso.


Churchill se prepara para sair de casa, colocando seu chapéu em frente do espelho, desta vez com um ar mais sério e decidido.


Sua voz ecoa pelos rádios inglesas, enquanto os conselhos da sua esposa para agir como herói que vencerá a guerra boiam sem parar dentro do seu cérebro.


Esta não é uma guerra pela glória, é uma guerra pela liberdade – afirma Churchill em tom grave pelo rádio.


Ele passa de carro pelas ruas sendo cumprimentado pelas crianças fazendo o famoso gesto de V de vitória com dois dedos da mão.


“Quem serei depois que tudo isso acabar”,  pergunta Churchill para sua esposa que o fita bem dentro dos olhos.

Acariciando-o no rosto, ela responde :

-Você será reconhecido como o homem que nos liderou nesses tempos escuros.


Chruchill aparece novamente na praia, apreciando seu inseparável charuto e esticando o pescoço para acompanhar o levantar das ondas.


Notas Médias de avaliação do filme de acordo com os melhores sites de cinema do mundo :

  • 6,7 na opinião de quase 6000 pessoas no site IMDB

  • 6,7 na opinião do público no site Rotten Tomatoes

  • 4,9  na opinião da crítica no site Rotten Tomatoes

  • 4,4 na opinião da crítica no site Metacritic

  • 6,5 na minha opinião pessoal


Veja o trailer do filme :


EU DESEJO QUE VOCÊ FAÇA UM EXCELENTE FIM DE SEMANA – VIVA BEM , POIS VOCÊ MERECE E MUITO!


 

Sobre Mauro Condé [ MaLuCo:) ] 2702 Articles
Nascido em Belo Horizonte, Mauro Lúcio Condé carrega uma bagagem profissional de muito prestígio. De simples operário, Condé chegou à diretoria da General Eletric e também passou por grandes empresas como EDS e GEVISA, mas consagrou de vez sua carreira no Citibank, do qual foi Diretor Executivo de Qualidade e depois como executivo do Banco Itaú e Telefônica. As mais de quatro décadas de experiências levaram Mauro Condé a abrir sua própria empresa de consultoria e ministrar palestras no Brasil e no mundo.
Contato: Twitter

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.


*