COMO COMBINAR VINHO? COMBINE COM A LÓGICA:

o-copo-de-vinho-vermeer
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Google+
“Agora que a velhice começa, preciso aprender com o vinho a melhorar envelhecendo e, sobretudo, escapar do terrível perigo de, envelhecendo, virar vinagre.” Frase de Dom Helder Câmara


Obra de arte que ilustra a capa deste post : O Copo de Vinho – famosa pintura de Johannes Vermeer – óleo sobre tela de 1658.


Eu praticamente não bebo nenhuma bebida alcoólica, raríssimas exceções para umas poucas doses de vinho por ano.
Mas isto não me impede de ser um curioso do vinho, que por saber pouco do tema, pesquisa e garimpa dicas que me permitem falar um pouquinho só a respeito do tema, como um amador amante de bons vinhos, mas não praticante (risos).


Bons vinhos


Ai – me lembrei de que, às vezes nos deparamos num bom restaurante com a Carta de Vinhos na mão e uma grande dúvida na cabeça – Que vinho escolher ?


Eu já aprendi que na dúvida, não só em se tratando de bons vinhos, mas em tudo na vida, o ideal é você combinar o que se deseja com a lógica.


Na falta de conhecimento profundo de um tema, eu sempre me agarro a lógica na busca de uma resposta que não me faça passar aperto e sempre funciona.


No caso dos vinhos, a lógica me ensinou que :


-O mais seguro é você escolher uma marca que você conhece, ou melhor que você reconhece, seja por experiência própria por já ter visto falar em algum lugar,…


Escolha um vinho conhecido (que você já ouviu falar ou já leu a respeito)


-Escolha o vinho que combine com o prato pela cor (vinho branco com carne branca(ex.peixe) – vinho tinto com carne vermelha.


-Escolha o vinho da mesma região(País, cidade) do prato a ser servido.O melhor vinho para acompanhar um bom prato é o vinho da mesma região da comida. Exemplo = para comida italiana, o melhor é um vinho italiano, de preferência sendo ambos da mesma região. Não tem como errar, mesmo quando você não conhece de vinhos.


-Uma dica de combinação de Vinho Com Prato do Dia – Não importa se é pizza, arroz ou macarrão o que está no prato. O que conta é o que está por cima deles – qual tipo de molho ou cobertura. Descubra qual vinho combina mais com a comida analisando quem está por cima, se é molho de tomate, à base de ervas, azeite de oliva, mostarda, molho de carne,… O prato de baixo dá a textura da comida e o de cima(os temperos e os molhos dão o sabor) – por isto pense nos ingredientes que estão por cima para harmonizar com o vinho da sua preferência.


-Quanto à safra ou ao ano do vinho, segundo o que me ensinaram alguns amigos especialistas, geralmente um bom vinho é aquele cuja idade beira os 15 ou 20 anos, ou seja em 2017 – um bom vinho deve ser aquele da safra entre 1997 e 2002 (Isto levando em conta características de uma boa longevidade do vinho como boa acidez, bom tanino e bom teor alcoólico).


-Como a variedade dos bons vinhos é muito grande e o meu conhecimento é muito pouco, eu aprendi a fazer uma pequena seleção de vinhos que nos permitem não errar muito quando estamos com alguém que se interessa por vinhos ou com alguém que não tem a mínima ideia sobre o assunto.


– Se você é especialista e domina o assunto, a lista não fará grandes diferenças, mas se você é curioso como eu, a lista pode ser de alguma valia. Veja então a Carta rápida de bons vinhos do Maluco:


A minha pequena lista de auxílio (nem de longe cobre a lista dos melhores vinhos do mundo) – que eu apelidei de carta rápida de bons vinhos do MaLuCo é a seguinte (tente procurar por eles na carta de vinhos postada no final ou na carta de vinhos que você tiver nas mãos em um restaurante ou para incluir na sua lista de vinhos a comprar):


Os grandes vinhos franceses da Borgonha, como o célebre Romanée Conti


Château La Fleur Petrus


Vinho Francês Beaujolais


Os grandes Vinhos Franceses de Bordeaux, como os da St.Emilion


Vinho francês Château Cheval Blanc


Vinho Português do Porto – Tawny, Ruby e Branco **


Vinho Português Madeira (Vinho com o qual o Presidente George Washington brindou a independência dos Estados Unidos em 1776)


Vinho Chileno Reserva **


Vinho Brasileiro Prelúdio – Merlot (Marco Danielle) **


Vinho Argentino Alamos **


Vinho Argentino Achaval Ferrer **


Vinho Argentino Catena **


Vinho Italiano Barolo considerado o rei dos vinhos ou o vinho dos reis.


** Considerados bom custo x (qualidade + benefício)


Malucando pela internet, achei a carta de vinhos pelo restaurante Durski de Curitiba – achei interessante e resolvi compartilhar com aqueles leitores, que como eu tem curiosidade sobre vinhos. Para um leigo, ela me pareceu uma carta de vinhos boa como referência.


Clique aqui e acesse a carta de vinhos da qual falei – eu a anexei ao post na tentativa de ser didático no exercício de te ajudar a encontrar os vinhos que listei acima.


Como trilha sonora para este post, escolhi uma música portuguesa boa para acompanhar uma bela taça de vinho do Porto : Ouça a música Vinho do Porto, vinho de Portugal com Donna Maria:

 

Sobre Mauro Condé [ MaLuCo:) ] 2702 Articles
Nascido em Belo Horizonte, Mauro Lúcio Condé carrega uma bagagem profissional de muito prestígio. De simples operário, Condé chegou à diretoria da General Eletric e também passou por grandes empresas como EDS e GEVISA, mas consagrou de vez sua carreira no Citibank, do qual foi Diretor Executivo de Qualidade e depois como executivo do Banco Itaú e Telefônica. As mais de quatro décadas de experiências levaram Mauro Condé a abrir sua própria empresa de consultoria e ministrar palestras no Brasil e no mundo.
Contato: Twitter

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.


*