DICA DE FILME DA SEMANA – UM FILME CANDIDATO A ENTRAR PARA A HISTÓRIA DO CINEMA COMO O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS EM SUA CATEGORIA.

  • Twitter
  • LinkedIn
  • Google+


“Por vezes para amar alguém, você tem que ser um estranho.”


A Frase inspiradora do dia – do filme Blade Runner 2049


Minha indicação de filme de hoje vai para uma película que é considerada grande candidata a entrar para a história do cinema como a melhor ficção científica de todos os tempos.

Hoje eu indico :


BLADE RUNNER 2049


Inspirado num filme exibido nos início dos anos 80 que tinha o nome de “Blade Runner – 2019” esse filme de hoje é uma obra prima cinematográfica em forma de filme com excelente direção, excelentes atuações, trilha sonora, figurinos e fotografia.


Na versão dos anos 80 , que eu te recomendo assistir ou re-assistir antes da versão atual, Harisson Ford era um policial que tinha a missão de caçar e “aposentar” androides replicantes que tinham sido enviados por uma Corporação para colonizar outros planetas, mas que tinham voltado para a terra de forma ilegal, disfarçados na forma de seres humanos.

Naquela época os idealizadores do filme imaginaram um futuro bem distante que hoje virou nossa realidade, pois 2019 já está ali na esquina, pronto para se tornar realidade em algumas semanas.

Aquele filme já questionava como se daria uma eventual batalha entre seres humanos e máquinas dotadas de inteligência artificial, além de abordar temas com críticas sociais, éticas, políticas e morais.

Ambos os filmes adotam uma estética visual estilo Noir num belo jogo entre luz e sombras num cenário com tom amarelo alaranjado.

Olhando para trás e revendo a primeira versão dos anos 80 (mais de 30 anos atrás) é curioso saber que naquela época nós vivíamos sem nem imaginar que hoje nossas vidas não seriam possíveis sem TVs com telas gigantes, sem computadores, sem smartphones e sem toda a tecnologia que nos cerca e que na época não era nem imaginada, muitas delas inventadas por pessoas que nem eram nascidas naquele ano.


Olhando para frente e assistindo hoje a Blade Runner 2049, você vai ter a experiência de imaginar como pode ser o futuro daqui 32 anos.

Os dois filmes são clássicos da distopia (a antítese da utopia) e se passam em cenários de um mundo tenso, poluído, encardido e mais congestionado.

Em Blade Runner você verá chuvas torrenciais, o mar tentando invadir a terra e prédios gigantes colados uns aos outros comendo os espaços disponíveis para a circulação de pessoas pelas ruas de Los Angeles.

Na película atual, um novo Blade Runner interpretado por um competente Ryan Gosling é uma mistura de humano com androide que trabalha como policial com igual missão de caçar e aposentar replicantes antigos, responsáveis por revoltas e rebeliões passadas e conspirações presentes.

No meio da sua jornada, cheio de dúvidas e desconfiado de mudanças que possam mudar o rumo das coisas, o novo Blade Runner procura o velho mestre interpretado por Harrison Ford na pele do primeiro Blade Runner envelhecido.

A ideia é ter uma uma conversa em busca de respostas.

O filme passa algumas mensagens como a crescente necessidade de cuidado com o planeta, nem de longe inesgotável, cada vez mais habitado por grupos de seres humanos divididos e em conflito, cada qual lutando por seus desejos individuais.

Os andróides lutam para viver como os humanos, com todos os seus direitos.

O filme também serve de alerta para as novas gerações e sugere que os jovens pensem seriamente nos seus papeis na construção de um futuro onde eles e seus descendentes viverão com imensos desafios.


Veja abaixo as notas atribuídas ao filme nos principais sites de cinema do mundo:

  • 8,5 na opinião de quase 125.000 no IMDB
  • 8,8 na média de avaliação entre público e crítica no site Rotten Tomatoes
  • 8,1 na média de avaliação do público no site Rotten Tomatoes
  • 8,1 na opinião dos críticos no site Metacritcs
  • 9 na minha opinião


EU DESEJO QUE VOCÊ E SUA FAMÍLIA FAÇAM UM EXCELENTE FINAL DE SEMANA!


Sobre Mauro Condé [ MaLuCo:) ] 2702 Articles
Nascido em Belo Horizonte, Mauro Lúcio Condé carrega uma bagagem profissional de muito prestígio. De simples operário, Condé chegou à diretoria da General Eletric e também passou por grandes empresas como EDS e GEVISA, mas consagrou de vez sua carreira no Citibank, do qual foi Diretor Executivo de Qualidade e depois como executivo do Banco Itaú e Telefônica. As mais de quatro décadas de experiências levaram Mauro Condé a abrir sua própria empresa de consultoria e ministrar palestras no Brasil e no mundo.
Contato: Twitter

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.


*