CRIE UM NOVO HÁBITO SAUDÁVEL – LEIA O RESUMO DAS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DA SEMANA PARA SE MANTER INFORMADO COM O MÍNIMO DE ESFORÇO – RESUMO DAS PRINCIPAIS MATÉRIAS DAS MELHORES REVISTAS SEMANAIS DO MUNDO (DE 14 A 20 AGOSTO DE 2017)


“A Vida é como a Matemática – cheia de problemas inevitáveis.

Seja hábil em ficar sempre um passo à frente de qualquer problema que apareça no seu caminho.”

A frase inspiradora do dia – de Mauro Condé (Maluco:) )


VOCÊ ! Uma pessoa melhor e mais bem sucedida – esta é a causa pela qual trabalhamos apaixonadamente aqui no blog do Maluco:)

Nossa missão é te servir cada vez melhor com conteúdos úteis e muito relevantes capazes de contribuir para o aumento do seu valor pessoal e profissional.

Nossos maiores inimigos comuns são a falta de tempo, o stress, o tédio e a rotina nossa de cada dia.

VOCÊ – Uma pessoa mais bem informada em bem menos tempo – é o objetivo deste post.


Como você já sabe, ler é meu vício.

Eu adoro muito ler e gosto mais ainda de compartilhar o que leio como forma de contribuir para que você se sinta bem informado com o máximo de conteúdo e o mínimo de tempo e esforço necessário para isto.

Eu procuro respeitar muito o seu tempo e a sua inteligência e uso o blog do maluco para combater os nossos inimigos comuns = a falta de tempo, o stress, o tédio e a rotina nossa de cada dia.

Está sem tempo? Então veja abaixo um resumo das notícias que você não deve perder:


Se alguém me encontrasse na rua e me perguntasse o que eu vi de mais importante lendo as revistas desta semana, eu responderia que:

Com pouco tempo, priorize sua leitura da semana pelas reportagens que abordam as polêmicas em torno das declarações do presidente Trump sobre os recentes confrontos violentos ocorridos nas ruas de Charlottesville (Vírginia-USA). Como se não bastassem os tristes fatos em si, as infelizes declarações do presidente só serviram para aumentar o foco em fatos lamentáveis que deveriam ter ficado para trás na história.


O QUE DIZEM AS MELHORES REVISTAS INTERNACIONAIS :

Dizem os especialistas que Trump é um fenômeno da mídia.

Primeiro, ele aparece constantemente na capa das maiores revistas e jornais do mundo.

Para que isto aconteça, ele adora comprar brigas, adora uma polêmica e se envolve em temas com opiniões sempre divergentes do bom senso da maioria da crítica e do público.

Infelizmente o mundo de hoje valoriza muito mais pessoas midiáticas do que pessoas que trabalham para deixar um legado do bem para a posteridade.

Trump é o melhor exemplo de que ninguém é só defeito e ninguém é só qualidade o tempo todo. Ele encarna como ninguém os dois lados da moeda.

Um dos maiores empreendedores do mundo conseguiu seu sucesso como CEO e Presidente de suas empresas que ao longo do tempo administrou de forma a se destacar e ser conhecido no mundo inteiro.

Como executivo ele parece ter encontrado a fórmula do sucesso de forma técnica, o que o possibilitou se tornar o presidente dos Estados Unidos.

Como político ele parece não estar tendo o mesmo sucesso, exatamente pela falta de habilidade política.

Trump parece querer entrar para a História se beneficiando do lema “Falem mal, mas falem de mim” e pior ele age como se não entendesse o que é ser um presidente de verdade, agindo como se estive na direção de um Reality Show.

Como presidente da maior potência do mundo, ele tem pisado em ovos e escorregado muito quando o assunto requer seriedade e bom senso.

Ultimamente ele entrou em evidência por causa de suas declarações a respeito dos acontecimentos envolvendo manifestações públicas de cunho racista nos Estados Unidos.


Trump aparece na capa da Revista New Yorker, que tem um fundo marrom, num desenho estilizado onde ele aparece de terno preto, gravata vermelha e cabelo amarelo,  remando um barco preto cuja vela branca esticada tem dois buracos, parecendo aquelas máscaras usadas pelos simpatizantes da Ku Klux Kan (movimentos distintos dos Estados Unidos, passados e atuais, que defendem correntes reacionárias e extremistas, tais como a supremacia branca, o nacionalismo branco, a anti-imigração).


Trump também aparece na capa da Revista The Economist, que tem um fundo todo vermelho, onde sua figura aparece de terno preto, gravata vermelha e topete amarelo, segurando e falando num megafone branco com dois buracos que parecem olhos como as máscaras dos grupos extremistas e racistas.


As duas capas citadas acima podem ser resumidas pela capa da Revista Time, que tem a figura de um sujeito esticando seu braço direito para o alto, carregando neste braço a bandeira dos Estados Unidos, ao lado do título : Ódio Na América. A imagem de capa faz referência aos movimentos racistas e extremistas mais terríveis da história da humanidade.

A revista Time questiona em sua matéria principal se a nação americana vai sobreviver bem após os episódios de confrontos violentos nas ruas de Charlottesville (Virgínia-USA), após os quais Trump fez comentários que estão sendo lamentados pelo mundo inteiro.


Ao invés de passar uma mensagem de paz e equilíbrio para a nação, Trump agiu como se tivesse tentado apagar um incêndio com gasolina, esquecendo-se que em tempos difíceis é papel do líder unir a sua nação.

O país parece estar dividido física, emocional e intelectualmente, num movimento que cresceu com a controversa eleição de seu presidente e vem crescendo gradualmente. Tudo isto acontecendo logo depois de dois mandatos do primeiro governo negro da história dos Estados Unidos.

Aliás os pronunciamentos públicos de Obama estão sendo muito mais bem recebidos do que os do próprio Trump sobre os últimos acontecimentos.


O QUE DIZEM AS MELHORES REVISTAS NACIONAIS :

Violência, confrontos e mortes também são temas de destaque das capas das revistas brasileiras desta semana:

Morte de Policiais no RJ :

Este é o tema de destaque da revista Veja, que estampa numa foto em preto e branco a imagem triste da esposa de um policial militar,

O único destaque colorido desta capa é o título em letras vermelhas : “A dor de uma marca trágica”. A matéria lista quem são os rostos por trás da carnificina, que só neste ano, matou quase 100 policiais militares no Rio, número sem paralelo no Brasil ou no Mundo.

Triste quadro de um país onde a maioria de seus governantes está envolvida em escândalos de Corrupção e desvio de dinheiro público, e parece não se preocupar com o estabelecimento de políticas básicas para o país, como a saúde, a educação, o transporte e principalmente a segurança pública.


Problemas com a política brasileira – que também aparecem no destaque capa da Revista Isto É, que fala de um suposto “esquema do PT no Ministério Público.”


A revista Época publica esta semana uma edição especial com fundo marrom onde o número 1000 em cor preta é destacado – ao lado do texto – “O valor do jornalismo – na era das Fake News, a boa reportagem é aquela que traz fatos inéditos e checados, e com isso muda o eixo do debate público. Missão que a milésima edição da revista, tem como propósito.


EU DESEJO QUE VOCÊ

FAÇA UMA ÓTIMA SEMANA !


Para um mergulho profundo na leitura dos temas que mais te interessam, anexei abaixo os links dos sites das revistas que podem ser acessados apenas com um clique na capa desejada.


Hoje vou encerrar o post com o resumo das revistas de uma forma diferente, ao invés de encerrá-lo com uma música, vou me atrever a te recomendar um filme interessante e muito bem feito :

Se puder, durante a semana, após ler as reportagens principais das revistas acima mencionadas, tente assistir ao filme Mississipi Em Chamas, um filme nota 8, em minha avaliação :


“Mississipi em Chamas” nos conta uma história verdadeira em que dois agentes do FBI, interpretados por Gene Hackman e Willem Dafoe, são enviados ao estado norte-americano do Mississipi para investigar o desaparecimento de três jovens engajados na luta pelos Direitos Civis (dois brancos e um negro).

São encarados com hostilidade pela comunidade local, inclusive pelas autoridades políticas e policiais, envolvidas nos desmandos que preservam e estimulam o preconceito. A comunidade negra local, por seu lado, acuada diante da possibilidade de sofrer novas perseguições e de ocorrer novas mortes depois do final das investigações, prefere ficar em silêncio, pouco se pronunciando sobre os desaparecimentos, mesmo quando sabe algo a respeito.

Ameaçados pela Ku Klux Klan, os agentes são obrigados a pedir reforços para poder continuar buscando depoimentos que possam levar-lhes aos jovens desaparecidos. Buscam e encontram pessoas corajosas e determinadas que podem ajudar a juntar todas as peças que levem a solução desse intrigante mistério.

“Mississipi em Chamas” foi indicado a muitos prêmios de destaque nos Estados Unidos e no exterior, um filme que eu recomendo fortemente para iluminar suas reflexões a respeito de um tema que está voltando às manchetes de revistas e jornais, infelizmente.


Veja o trailer :



  • Twitter
  • LinkedIn
  • Google+
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Google+
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Google+
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Google+
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Google+
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Google+
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Google+

Sobre Mauro Condé [ MaLuCo:) ] 2657 Articles
Nascido em Belo Horizonte, Mauro Lúcio Condé carrega uma bagagem profissional de muito prestígio. De simples operário, Condé chegou à diretoria da General Eletric e também passou por grandes empresas como EDS e GEVISA, mas consagrou de vez sua carreira no Citibank, do qual foi Diretor Executivo de Qualidade e depois como executivo do Banco Itaú e Telefônica. As mais de quatro décadas de experiências levaram Mauro Condé a abrir sua própria empresa de consultoria e ministrar palestras no Brasil e no mundo.
Contato: Twitter

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.


*