COMBATER O DESEMPREGO – ESSA É UMA DAS CAUSAS PELA QUAL TRABALHO APAIXONADAMENTE:


“Pergunta de entrevistador na época:

– É possível ensinar alguém a ser um empreendedor?

Resposta da Empreendedora Anita Roddick, que começou do zero como fundadora da empresa The Body Shop na Inglaterra da década de 70:

–  Não se ensina a obsessão nem a ficar sintonizado o tempo todo.

Dificilmente algum rico pode virar empreendedor.

Eles não têm a fome necessária, nunca estiveram à margem.

Por isso imigrantes conseguem grandes fortunas, tornam-se empresários de sucesso.

Conhecem a sensação de não pertencer à comunidade…

O empreendedor é movido pela mesma paixão de um artista ou de um escritor.”


Uma proposta para acabar com o desemprego

Texto Original publicado nos jornais desta terça- 5 set 17 – na coluna sobre excelência em gestão de carreira, vida e empresas  – Autor Mauro Condé* – foto – Copycatchicroom

Compartilhe Link:
http://hoje.vc/19940

Mauro Condé*

Mais de 50% dos trabalhos que existem hoje devem desaparecer nos próximos 15 anos por causa dos avanços da tecnologia, agravando a terrível crise de desemprego atual.

Menos de 100 pessoas no mundo detém mais da metade de todo o dinheiro que nele circula.

Por outro lado, a metade mais pobre da população mundial detém menos de 1% desses recursos.

Afinal que mundo é esse em que vivemos hoje?

Deveria ser proibido uma pessoa ganhar muito dinheiro e não fazer nada pelos outros, nada para melhorar o mundo.

Então como acabar com o desemprego?

Simples – “Esqueça O Emprego” –, esta é uma ideia que compartilho com muita paixão.

Ela é defendida por Muhammad Yunus, conhecido como o banqueiro dos pobres.

Ele ganhou o prêmio Nobel da Paz por ter fundado, com sucesso, na década de 80, em Bangladesh, uma instituição para fomentar o conceito do microcrédito – empréstimos feitos, sem nenhuma garantia ou papéis à gente muito pobre que nunca antes tinha tido acesso ao sistema bancário, principalmente mulheres.

O resultado foi absurdamente incrível, nível quase zero de inadimplência e empreendedores que saíram do nada para criar negócios sustentáveis que hoje resolvem graves problemas em suas próprias comunidades.

E porque não espalhar esta ideia pelo mundo? Como bem provoca Muhammad:

“Quem disse que nascemos para procurar emprego? A escola? Os professores? Os livros? Sua religião? Seus pais?”

Alguém colocou isso na cabeça das pessoas. Um sistema educacional ultrapassado repete: “Você tem que trabalhar duro”. Seres humanos não nasceram pra isso.

O ser humano é cheio de poder criativo, mas o sistema o reduz a mero trabalhador, capaz de fazer trabalhos repetitivos que estão cada vez mais ameaçados pelos avanços tecnológicos.

Isso é vergonhoso, está errado.

As pessoas precisam crescer sabendo que é uma opção se tornar empregado, mas que existe a possibilidade de ser empreendedor, ter sucesso seguindo o próprio caminho.

É arriscado, incerto, há frustrações, mas é bem mais estimulante e no mundo louco de hoje em dia, de tanto desemprego e desigualdade, talvez seja a única solução.

Arrumar emprego é o que é seguro, garantido.

Mas sua vida será limitada ao que decidirem por você. Arrisque, empreenda!


Você pode conseguir o que quiser se ajudar as outras pessoas a conseguirem o que elas querem e cobrar um preço justo por isso.


(*) Palestrante, consultor e fundador do Blog do Maluco

Para encerrar este post escolhi como trilha sonora a seguinte música :

Ouça Vanessa Krongold – Paciência

Sobre Mauro Condé [ MaLuCo:) ] 2689 Articles
Nascido em Belo Horizonte, Mauro Lúcio Condé carrega uma bagagem profissional de muito prestígio. De simples operário, Condé chegou à diretoria da General Eletric e também passou por grandes empresas como EDS e GEVISA, mas consagrou de vez sua carreira no Citibank, do qual foi Diretor Executivo de Qualidade e depois como executivo do Banco Itaú e Telefônica. As mais de quatro décadas de experiências levaram Mauro Condé a abrir sua própria empresa de consultoria e ministrar palestras no Brasil e no mundo.
Contato: Twitter

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.


*